A Honra e Aliança - Pr Marcus Gregório


A honra é uma grande parte de quem Deus é, por isso, se você não entender sobre a honra, não entenderá a respeito de quem Deus é. Apenas quando entendemos sobre a honra de Deus, passamos a entender sobre as coisas profundas de Deus. Como líder de vocês, lhes digo que existem duas coisas que sempre estarão no meu coração: a humildade e a honra. É através dessas duas avenidas que eu passei a conhecer mais sobre Deus e cheguei mais perto dele.
Muita besteira é falada sobre a humildade. Mas Davi, que era um homem segundo o coração de Deus, entendia muito a respeito do caráter e da pessoa do Senhor. E quando lemos sobre ele e sobre o modo como se comportava na vida, vemos que Davi entendia sobre honra. “Aqueles que me honram, eu os honrarei” – assim diz o Senhor.
A honra é algo inseparável da aliança. Deus honra a aliança que fez conosco e nós também devemos honrar a aliança que fizemos com Ele. Uma aliança é a respeito de comprometimento. Deus se comprometeu com o homem, em aliança, através de Jesus Cristo. E não me importa se o céu e a terra tenham que se mover, Deus honrará a aliança que fez conosco. Essa é uma aliança selada com sangue e respaldada pelo trono dos céus.
Para ser uma pessoa de fé, você precisa ser uma pessoa de honra e de palavra. A sua palavra tem que ser de integridade. Deus diz que a Palavra dEle é exaltada acima de seu próprio nome, e você precisa exaltar a sua palavra também. É preciso mantê-la a qualquer custo. Você tem que ter fé não apenas nas palavras de Deus, mas também nas suas próprias palavras. Deus é um Deus de fé e um Deus de palavra. Você também tem que ser uma pessoa de fé e de palavra.
Não tenha a mentalidade da quantidade, mas a da qualidade. Tem pessoas que acham que quanto mais confissões de fé elas fizerem, mais elas obterão resultados. É melhor fazer uma declaração de fé por ano e vê-la manifestar-se, do que fazer milhões de confissões e nem se lembrar do que foi dito, muito menos tendo expectativa pela manifestação do que você declarou. Seja tardio no falar. Medite antes de declarar algo. O que você tem declarado? Quais têm sido as suas confissões de fé? Quais têm sido as suas expectativas?
“E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma”. (1 Samuel 18:1)
A honra reconhece a honra. Jônatas enxergou honra em Davi e Davi a enxergou em Jônatas.
“Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. Despojou-se Jônatas da capa que vestia e a deu a Davi, como também a armadura, inclusive a espada, o arco e o cinto”. (1 Samuel 18:3,4)
Jônatas e Davi entraram em uma aliança. Eles deram uns aos outros objetos que lhes eram valiosos. Com essa atitude estavam dizendo: “Os meus recursos são os seus recursos. Estamos juntos no que quer que aconteça”.
“Assim, fez Jônatas aliança com a casa de Davi, dizendo: Vingue o Senhor os inimigos de Davi. Jônatas fez jurar a Davi de novo, pelo amor que este lhe tinha, porque Jônatas o amava com todo o amor da sua alma”. (1 Samuel 20:16)
Saul quis matar Davi porque sabia, em seu espírito, que havia falhado com Deus e se rebelado contra Ele. Não sabia de todos os detalhes, mas percebia que Davi seria rei em seu lugar. Ele sabia que a unção havia saído dele e que estava sobre Davi, e o invejou por isso. E a inveja é uma assassina. Já Davi sabia que Saul queria matá-lo e contou para Jônatas, que foi averiguar o fato. Vendo que Davi havia dito uma verdade, Jônatas novamente fez aliança com seu amigo. A aliança entre eles foi ratificada.
“Então, se levantou Jônatas, filho de Saul, e foi para Davi, a Horesa, e lhe fortaleceu a confiança em Deus, e lhe disse: Não temas, porque a mão de Saul, meu pai, não te achará; porém tu reinarás sobre Israel, e eu serei contigo o segundo, o que também Saul, meu pai, bem sabe. E ambos fizeram aliança perante o Senhor. Davi ficou em Horesa, e Jônatas voltou para sua casa”. ( 1 Samuel 23:16-18)
Davi não tinha feito nada contra Saul, a não ser ter a unção. Perceba também que, por direito, o trono de Saul pertenceria a Jônatas. Mas ele era um homem de tanta honra que conseguiu ver que a unção estava sobre Davi. Ele reconhecia que Deus havia escolhido a Davi como rei. Ter uma atitude como essa faz parte de ser um homem de verdade. Poucas pessoas têm esse tipo de grandeza. Que grande homem Jônatas era! Eu consigo perceber porque Davi o amava tanto.
Aquela foi a última vez que Davi viu o seu amigo de aliança. Mas ele fez poesias sobre Jônatas e sobre seu pai – Saul, falando de como eles eram maravilhosos e grandes conquistadores. Não importa o quanto uma pessoa tenha sido ruim para você, se ela é uma escolhida de Deus, você deve honrá-la. Honre o chamado de Deus na vida das pessoas, não fique falando dos erros e dos pecados delas.
2 Samuel 8:14: Aqui Davi já está estabelecido como rei. Por todo lugar que ia, Deus lhe dava vitória. Há algum tempo atrás comecei a reivindicar essa palavra sobre a minha vida. Por todo lugar que você vá, Deus quer te dar a vitória. Foi isso que aconteceu a Davi. Ele estava em bênção, estabelecido como rei. Mas vamos ver agora como pensa um homem de aliança e de honra:
“Disse Davi: resta ainda, porventura, alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade para com ele, por amor de Jônatas?” (2 Samuel 9:1)
Naquele tempo, toda vez que um novo rei era estabelecido, o costume era que se matassem todos os descendentes do rei anterior. Mas homens de honra não fazem isso. Um dia, sentado no trono, Davi passou a pensar na aliança que ele tinha com Jônatas, pois este havia protegido a sua vida, intervindo entre ele e Saul. Jônatas voluntariamente se dispôs a abrir mão do trono e a assumir uma posição secundária no reino. Ele queria servir a Davi, porque reconhecia a unção sobre a sua vida.
“Havia um servo na casa de Saul cujo nome era Ziba; chamaram-no que viesse a Davi. Perguntou-lhe o rei: és tu Ziba? Respondeu: Eu mesmo, teu servo. Disse-lhe o rei: não há ainda alguém da casa de Saul para que use eu da bondade de Deus para com ele? Então, Ziba respondeu ao rei: ainda há um filho de Jônatas, aleijado de ambos os pés. E onde está?, perguntou-lhe o rei. Ziba lhe respondeu: está na casa de Maquir, filho de Amiel, em Lo-Debar. Então, mandou o rei Davi trazê-lo de Lo-Debar, da casa de Maquir, filho de Amiel.” (2 Samuel 9:2-5)
Mefibosete estava em Lo-Debar, que literalmente significa “lugar onde não há pastos”. Era um lugar onde não havia provisão.
“Vindo Mefibosete, filho de Jônatas, filho de Saul, a Davi, inclinou-se, prostrando-se com o rosto em terra. Disse-lhe Davi: Mefibosete! Ele disse: eis aqui teu servo!” (2 Samuel 9:6)
Davi tirou Mefibosete do lugar onde não havia pastos. Imagino que Mefibosete tenha chegado a Davi temendo por sua vida, porque ele estava escondido na terra onde não havia pastos, em uma terra sem provisão.
“Então, lhe disse Davi: não temas, porque usarei de bondade para contigo, por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu comerás pão sempre à minha mesa”. (2 Samuel 9:7)
Mefibosete saiu da terra onde não havia pastos para uma terra de honra e de prosperidade. Mas isso não aconteceu por causa dele, mas por causa da aliança que Davi tinha com seu pai – Jônatas.
“Então, se inclinou e disse: quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu? Chamou Davi a Ziba, servo de Saul, e lhe disse: tudo o que pertencia a Saul e toda a sua casa dei ao filho de teu senhor”. (2 Samuel 9:8,9)
Em um estalar de dedos, Davi tornou Mefibosete em um homem rico. Quão rápido Deus pode te honrar e abençoar? Quão rápido Deus pode te tirar da terra onde não há pastos e te trazer para a terra da honra? Mefibosete era um homem aleijado e temeroso, mas seu pai tinha uma aliança. Davi disse: “Se é filho de Jônatas, é meu filho também. Ele não vai mais voltar para a terra onde não há pastos.” “Mas, rei, eu não passo de um cão morto!” “Você era um cão morto, mas não é mais.”
“Trabalhar-lhe-ás, pois, a terra, tu, e teus filhos, e teus servos, e recolherás os frutos, para que a casa de teu senhor tenha pão que coma; porém Mefibosete, filho de teu senhor, comerá pão sempre à minha mesa. Tinha Ziba quinze filhos e vinte servos. Disse Ziba ao rei: segundo tudo quanto meu senhor, o rei, manda a seu servo, assim o fará. Comeu, pois, Mefibosete à mesa de Davi, como um dos filhos do rei. Tinha Mefibosete um filho pequeno, cujo nome era Mica. Todos quantos moravam em casa de Ziba eram servos de Mefibosete. Morava Mefibosete em Jerusalém, porquanto comia sempre à mesa do rei. Ele era coxo de ambos os pés”. (2 Samuel 9:10-13)
Por causa da aliança, um coxo pôde comer à mesa com o rei. Por causa da aliança que Deus fez conosco, há um lugar de honra para nós na mesa do Rei. Deus nos honra por causa da sua aliança.
“É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão”. (Gálatas 3:6,7)
Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se Ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: maldito todo aquele que for pendurado em madeiro), para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o espírito prometido. Irmãos, falo como homem. Ainda que uma aliança seja meramente humana, uma vez ratificada, ninguém a revoga ou lhe acrescenta alguma coisa. Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: e aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: e ao teu descendente, que é Cristo. E digo isto: uma aliança já anteriormente confirmada por Deus, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a pode ab-rogar, de forma que venha a desfazer a promessa. Porque, se a herança provém de lei, já não decorre de promessa; mas foi pela promessa que Deus a concedeu gratuitamente a Abraão. Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador. Ora, o mediador não é de um, mas Deus é um”.  (Gálatas 3:13-20)
“Pois todos vós sois filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus; porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes. Dessarte, não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa”. (Gálatas 3:26-29)
Há um lugar de honra e de dignidade na mesa de Deus para você e para mim. É um lugar de glória, de provisão que não tem fim. Deus prepara para nós uma mesa na presença dos nossos inimigos. O Deus Todo-Poderoso tem uma aliança com o meu irmão, Jesus Cristo. Por isso, há um lugar na mesa de Deus para nós e podemos chegar com ousadia diante de seu trono.
Você tem direito de comer à mesa do Senhor. Você tem essa honra. Você tem uma aliança de honra com Deus. No porvir, você estará na mesa do Senhor lá no céu, julgando sobre as doze tribos. Vamos nos sentar hoje à mesa de honra do Senhor. Tudo de que você precisa para lidar com seus erros e pecados já foi pago na cruz. Logo estaremos sentados à mesa do Pai, nos céus.
Amados em Cristo Jesus, desejamos a todos vocês uma poderosa semana de milagres e portas abertas, em nome de Jesus.

Fonte : Apascentar.org
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda Toque no Altar

Daniel Carvalho (Scooby) Ex Toque no Altar , Raiz Coral se Prepara para um Novo CD solo

Radios do Rio de Janeiro

FEST GOSPEL - 2011

"PENTECOSTAL" O NOVO CD DE ROBSON NASCIMENTO

“Festa de Casimiro de Abreu” com Toque no Altar

Irmão Lázaro faz Live na web e lança projeto em vídeo

Lázaro e PG no Ministério Apascentar de Nova Iguaçu